Segunda-Feira, 09 de Abril de 2018 às 11:05

Estudo acadêmico analisa os impactos do turismo em áreas naturais de Roraima

Compreender quais os impactos ambientais, sociais, culturais políticos e econômicos decorrentes da visitação turística em regiões de preservação ambiental no estado de Roraima. Esse é o objetivo do projeto de pesquisa “Impactos multidimensionais em áreas naturais da Amazônia Setentrional: Cenários, dimensões e desafios”, desenvolvido pelo Núcleo de Práticas em Gestão do Centro Universitário Estácio em conjunto com o curso de Turismo da Universidade Estadual de Roraima (UERR).

 

De acordo com o professor Bruno Brito, que ministra aulas nos cursos de Publicidade e Propaganda, Administração de Empresas e Agronegócios no Centro Universitário Estácio da Amazônia, as belezas de Roraima servem como motivação para que pessoas de todo o país visitem e desfrutem de momentos de lazer e descanso nesses espaços. No entanto, por conta da intensa visitação, muitas vezes esses atrativos turísticos acabam sofrendo diversos impactos.

 

“O projeto surgiu a partir da preocupação sobre o aproveitamento ambiental dos atrativos turísticos de Roraima. Além disso, interessa-nos saber de que forma os empreendimentos locais compartilham a responsabilidade de promover e utilizar esses atrativos turísticos”, explicou o professor.

 

Para atingir esse objetivo, o projeto foi divido em etapas. Será necessário historiar as áreas naturais, objeto do estudo, mensurar e caracterizar a natureza da visitação, classificar o perfil do visitante das áreas naturais pesquisadas, caracterizar a infra e superestrutura local que se volta para o aproveitamento turístico das áreas naturais e mensurar e mapear os impactos.

 

Nesse sábado (7) foi realizada a primeira etapa do trabalho com a visitação das corredeiras do Bem Querer, que ficam no município de Caracaraí, região Sul do estado. A atividade envolveu professores e estudantes dos cursos de Turismo da UERR e de Administração da Estácio. A próxima visita será realizada entre os dias 26 e 29 de abril no município de Uiramutã.

 

Ao final dessa etapa de visitação, conforme o professor, será construído um relatório de dados e informações capazes de compreender a dinâmica do turismo naquele atrativo, bem como estabelecer marcos referenciais capazes de subsidiar um planejamento estratégico voltado ao desenvolvimento sustentável do turismo em Roraima.

Tag's: Projeto, estudo, acadêmicos, meio ambiente

Fonte: jornalroraimahoje.com.br

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADESS