Terça-Feira, 24 de Outubro de 2017 às 22:47

Auditores fiscais paralisam atividades e exigem acordo salarial

Auditores fiscais da Receita Federal em Roraima aderiram ao movimento 'Dia Nacional de Alerta' e paralisaram as atividades nesta quarta-feira (25). Eles exigem que o Governo Federal cumpra um acordo salarial feito com a categoria.

Durante a manhã, 30% da categoria mantiveram as atividades essenciais do órgão, segundo o Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil (Sindifisco) em Roraima.

"A população não será prejudicada. Os serviços essenciais como despacho de bens perecíveis, alimentos, medicamentos, animais vivos e demandas judiciais não foram paralisados", afirmou o presidente do Sindifisco, Isaac Campos Valério.

Os auditores exigem que o Governo Federal regularize o bônus de eficiência da categoria. Em acordo com o Ministério do Planejamento, uma norma deveria ser publicada até o dia 31 de dezembro com a regulamentação.

"O governo resolveu implantar esse bônus para os auditores fiscais, no entanto ele está com um valor fixo enquanto não for regulamentado", explicou Isaac. O sindicato pleiteia que a mudança seja feita por decreto ou medida provisória, sem a intervenção do poder legislativo.

Caso o executivo federal descumpra o acordo, a categoria irá decretar greve, afirma Isaac.

"Se essa pendência não for resolvida até o dia 31 nossa mobilização vai se acirrar conforme já deliberado em assembleia nacional. Vamos entrar em greve e paralisar os serviços de fiscalização tributária e aduaneira", declarou.

Tag's: Auditor, fiscal, greve, trabalho

Fonte: G1

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADES