Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017 às 20:50

PARALISAÇÃO: Professores entram em greve por tempo indeterminado

Os professores da rede municipal de ensino do município de Paragominas, sudeste do estado, entraram em greve nesta terça-feira (24) por tempo indeterminado. Em nota a Prefeitura informou que todos os mais de 800 professores de Paragominas recebem o piso nacional do magistério e que vem cumprindo com todas as suas obrigações.

“Muitos anos que estamos nessa luta de movimento de greve com as mesmas pautas praticamente e o poder executivo não cumpri com todas elas, por exemplo, o PCCR que é o pano de carreira naõ vem sendo cumprido na sua totalidade e isso pode afetar na nossa aposentadoria”, disse Eduardo Emer, professor.

Com cartazes e faixas a categoria reivindicou o cumprimento do plano de cargos, carreira e remuneração e a aplicação correta de verba federal para a educação no município. Durante a manhã os professores realizaram um protesto em frente à Câmara dos vereadores.

Os professores também reclamaram sobre a votação na câmara para a criação do sistema municipal de educação sem que antes a prefeitura tente negociar com a categoria e cobrar o recebimento de uma indenização do antigo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef).

A Prefeitura informou por meio de nota que todos os mais de 800 professores de Paragominas recebem o piso nacional do magistério e que vem cumprindo com todas as suas obrigações. Ainda segundo a Prefeitura, a greve pode causar prejuízos financeiros para o município caso a prova Brasil não seja realizada nas escolas. E que já pediu uma recomendação ao ministério público estadual de forma a garantir a realização da prova Brasil.

Tag's: Greve, profesores, paralisação

Fonte: G1

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADES