Quinta-Feira, 06 de Julho de 2017 às 06:35

Pará tem a segunda pior média salarial mensal do Norte

 O Cadastro Central de Empresas (Cempre), pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada ontem (5), mostra que o salário médio mensal dos paraenses é um dos menores dentre todos os Estados da região Norte. Com média de 2,9 salários mínimos, o que corresponde a R$ 2.257,10, ele só fica atrás da remuneração recebida pelos rondonienses: 2,8 salários (R$ 2.171,98).

Em terceiro, também com média mensal de 2,9 salários mínimos surge o Amazonas (R$ 2.305,84), seguido pelo Acre (R$ 2.328,01) e o Tocantins (R$ 2.349,62), ambos com média de 3,0 salários mínimos. Já os maiores remunerações nortistas foram observadas no Amapá (3,9 salários ou R$ 3.104,34) e Roraima (3,4 ou R$ 2.643,45). Em toda a região, a pesquisa indica o salário médio mensal de R$ 2.324,99 (3,0 salários mínimos) - apenas a frente das médias do Nordeste (2,5 salários mínimos/R$ 1.948,76).

Em todo o Brasil, o salário médio mensal foi de R$ 2.480,36 (3,1 salários), considerando todas as atividades econômicas, sendo a melhor média a da região Centro-Oeste: R$ 2.905,87 (3,7). Dentre as unidades da Federação, o Distrito Federal, com média de R$ 4.468,39 5,7 (5,7), o Amapá e o Rio de Janeiro, com R$ 2.924,34 (3,7), despontam nas primeiras posições, enquanto Paraíba (R$ 1.759,58 ou 2,2 salários) e Alagoas (R$ 1.796,51 ou 2,3) os piores. Nessa comparação, o Pará é o 14º resultado mais baixo. Os dados consolidados da pesquisa se referem ao ano de 2015.

Em relação a 2014, o Pará melhorou uma posição em relação ao ranking da região Norte e duas na comparação com o quadro nacional. Naquele ano, a média mensal dos trabalhadores paraenses era de R$ 2.069,68 (2,9 salários mínimos) - alta de 9% na passagem do ano. Foram levados em conta na pesquisa apenas os trabalhadores regularizados.

 

Tag's: Pará, Economia, Belém

Fonte: ORMNews

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADESS