Domingo, 07 de Outubro de 2018 às 14:18

Pará lidera número de denúncias de crimes eleitorais

 Um eleitor foi preso em flagrante acusado de compra de votos no bairro do Telégrafo, em Belém, neste domingo (7), segundo balanço da Polícia Federal no Pará. Também foram apreendidos aproximadamente R$700,00 em dinheiro, material de propaganda eleitoral irregular e um celular. O balanço é de 14h da tarde de hoje.

 

A Polícia Federal já conduziu 134 eleitores a prestarem esclarecimentos prestarem esclarecimentos por terem sido encontrados em situações suspeitas de crimes eleitorais ou em flagrante. O balanço foi feito pelo Centro Integrado de Comando e Controle das Eleições, em Brasília (DF) às 13h30 deste domingo.

 

Cerca de 707 denúncias de crime eleitoral também já haviam sido feitas pelo número Disque Denúncia Eleitoral no Pará. O número é gerido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Pará e Ministério Público Federal (MPF). As denúncias são encaminhadas ao MPF para apuração.

 

Até as 11h da manhã, já eram 43 os eleitores encaminhados às superintendências da Polícia Federal de todo o País por suspeitas ou flagrantes ligados a supostos crimes eleitorais, no primeiro balanço da PF no dia de eleições.

 

Há registro de eleitores levados para superintendências da Polícia Federal em Alagoas, Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Mato Grosso do Sul e Pará. De acordo com a PF, os crimes mais identificados até o momento foram o transporte ilegal de eleitores e a compra de votos. Também foram identificados casos de boca de urna.

Tag's: DENÚNCIAS, CRIMES ELEITORAIS, PARÁ

Fonte: orm.com.br

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADESS