Quinta-Feira, 06 de Julho de 2017 às 06:30

Corte afeta policiamento de estradas no Pará

 A Polícia Rodoviária Federal (PRF) anunciou redução no policiamento das estradas federais por falta de verbas. Em nota divulgada na noite de terça-feira (4), a corporação informou que, devido ao “contingenciamento orçamentário imposto pelo Decreto 9.018/17, de 30 de março de 2017”, haverá diminuição do patrulhamento com viaturas, suspensão de resgates aéreos e fechamento de unidades pelo País. A PRF alega que a programação impõe limites para compra de combustível, manutenção e pagamento de diárias.

As restrições devem afetar as atividades da PRF em território nacional imediatamente, inclusive no Pará, que vive o período de férias escolares, com necessidade de intensificação das fiscalizações, especialmente nos fins de semana.

As medidas valem para todo o território nacional e o Pará também será atingido. A instituição está buscando a célere recomposição orçamentária e soluções alternativas para que haja normalização das atividades da PRF, impactando ao mínimo o período de férias e o verão amazônico. “O atendimento de situações emergenciais será mantido, assim como as fiscalizações em pontos fixos da PRF”, explicou ontem a assessoria de Comunicação Social da PRF.

Ainda segundo a nota, a corporação não possui até o momento um detalhamento de quais atividades ficam suspensas em cada estado. Na lista de serviços já cortados aparecem a suspensão, a partir de hoje, dos serviços de escolta de cargas superdimensionadas e escoltas em rodovias federais; a suspensão imediata das atividades aéreas (policiamento e resgate aéreo) desempenhadas pela instituição; a redução imediata dos deslocamentos terrestres de viaturas em patrulhamento; o desativamento de unidades operacionais; e redução do horário de funcionamento das unidades administrativas, com priorização de atendimento ao público no período das 9 às 13h - cada superintendência regional da PRF divulgará os novos horários.

Na prática, ficam suspensas as rondas em todas as rodovias. Serão priorizados atendimentos a acidentes com vítimas, deslocamentos em casos de crime e de auxílios que sejam de competência exclusiva da PRF.

 

Tag's: Pará, Justiça, Polícia

Fonte: ORMNews

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADESS