Sábado, 21 de Outubro de 2017 às 18:38

Reforma em escola pública deve ocorrer em 2018

Os reparos na Escola Estadual Júlio Gonçalves da Costa, no distrito de Santa Luzia do Pacuí, a 113 quilômetros de Macapá, previstos para julho deste ano, devem ocorrer em 2018, segundo a Secretaria de Estado da Educação (Seed). A manutenção não foi iniciada devido a um bloqueio judicial no recurso do caixa escolar da referida unidade.

“O acesso à quantia não foi possível devido ao bloqueio judicial do caixa escolar da referida unidade. No entanto, a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf) já programou as reformas das escolas estaduais para 2018”, diz uma nota emitida pela Seed.

A escola apresenta há mais de um ano problemas infraestruturais, como a falta de parte da cobertura da quadra de esportes e no forro das salas de aula, que cedeu em alguns pontos. Segundo a Seed, um repasse emergencial de R$ 8 mil foi feito em fevereiro, mas o valor não foi acessado pelo caixa escolar.

Em setembro de 2016, os alunos fizeram um protesto na comunidade pedindo soluções para os problemas. A situação também resultou em uma ação civil pública contra o Estado. Os alunos têm aulas em dois turnos na escola, em turmas do 1º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio.

No corpo físico da instituição, uma inspeção da Promotoria de Justiça de Macapá constatou o sucateamento dos equipamentos e da estrutura, além do inadequado acondicionamento de alimentos e livros didáticos. A escola também sofre com a falta de professores.

Em julho a Seed informou que um cronograma de reforma foi iniciado no estado e a maioria das escolas sofreu atraso nas aulas fica em municípios do interior. As unidades estão recebendo intervenções elétricas e estruturais iniciadas no mês de julho, o que provocou o adiamento. Os diretores desses colégios devem informar à Seed e à comunidade escolar sobre a alteração.

Tag's: Escola, reforma, educação

Fonte: G1

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADES