Sexta-Feira, 03 de Novembro de 2017 às 10:51

Policial rodoviário federal morre após troca de tiros com assaltantes

O policial rodoviário federal Paulo Sérgio Barbosa Dias, de 35 anos, morreu após troca de tiros com assaltantes armados, na noite de quinta-feira (2) no município de Laranjal do Jari, a 295 quilômetros de Macapá. Segundo a Polícia Militar (PM) do Amapá, ele e a esposa foram abordados por três homens e o policial teria reagido, levando três tiros no peito e abdômen.

O crime ocorreu por volta das 19h, quando o casal estava no carro aguardando em uma fila para atravessar a balsa em Laranjal do Jari até a cidade de Monte Dourado, no Pará. O trio armado abordou as vítimas e anunciou o assalto. Após ser baleado, Paulo Sérgio foi encaminhado ao hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos.

Na troca de tiros, um dos assaltantes, não identificado, foi atingido e morreu na hora. A esposa da vítima não foi atingida. Um dos suspeitos foi preso na madrugada desta sexta-feira (3), informou a polícia. Até esta publicação, o outro criminoso não foi localizado. Uma arma de fogo foi encontrada no local do crime.

Segundo a assessoria de comunicação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Paulo Sérgio ingressou na corporação em 2012 e atuava em Macapá. Ele viajou para Laranjal do Jari onde iria atravessar o rio até o Pará para passar o fim de semana com os pais. Ele tinha encerrado um plantão e viajou em seguida para o sul do Amapá. O policial era pai de gêmeos.

O Sindicato dos Policiais Federais no Estado do Amapá (Sinpofap) manifestou pesar pela morte prematura do policial. "É lamentável que a morte de agentes de segurança pública se tornem cotidianas e aceitáveis perante os governos e a população", diz a nota.

A entidade cobrou das autoridades do poder público a valorização dos profissionais de segurança, "que colocam diariamente suas vidas e a de seus familiares em risco para protegerem a sociedade".

Tag's: Tiro, policia, morto, assaltante

Fonte: G1

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADES