Sábado, 21 de Outubro de 2017 às 18:31

Pneus descartados no rio Amazonas serão reutilizados em praça ecológica

Os estudantes, técnicos e voluntários botaram as mãos e os pés na lama em prol da limpeza do rio Amazonas no fim da manhã deste sábado (21). O grupo recolheu uma grande quantidade de pneus acumulados próximo a Rampa do Açaí, na Zona Sul de Macapá.

O material retirado será reutilizado por uma entidade social na composição de uma pista de corrida construída na Zona Norte. O projeto é o mesmo que desenvolveu uma praça ecológica no bairro Açaí, usando pneus em brinquedos e na contenção do campo de futebol.

A ação da orla removeu mais de 100 pneus, que precisaram ser transportados de caçamba devido ao grande volume. O material se acumulou na orla após ter sido descartado de embarcações que atracam na rampa, vindas de ilhas para descarregar mercadorias no local.

O acúmulo de pneus foi registrado na segunda-feira (16) por um internauta e enviado para o aplicativo Tô Na Rede, da Rede Amazônica.

Além da limpeza, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) disse que vai iniciar campanha de conscientização com os barqueiros para que seja feita a remoção do material assim que cair na água. Será instalada também uma lixeira para descarte dos materiais.

"Estamos recolhendo todos esses pneus da orla, mas eles não serão perdidos, serão reaproveitados. Mobilizamos estudantes e entidades, vamos orientar os barqueiros, porque os pneus caem e não são juntados", disse Afonso Lima, gerente de recursos sólidos da Sema.

A força-tarefa no rio Amazonas contou com a ajuda de estudantes de vários cursos do Instituto Federal do Amapá e do Centro de Educação Profissional do Amapá Josélia Oliveira Barroso (Cepajob).

"Nossa missão aqui é fazer educação pela prática. É despertar nos alunos o interesse pela questão ambiental, pela questão social. Também é provocar a sociedade de Macapá e chamar a atenção para o problema", comentou o professor de sociologia do Ifap, Pedro Aquino de Santana.

Segundo a Secretaria de Meio Ambiente, os pneus são descartados no rio pelas embarcações como forma de evitar colisões com a mureta de proteção. Mas a prática acaba poluindo o rio e configura-se em crime ambiental.

 

A iniciativa de reutilizar o material, que na natureza tem tempo indeterminado para se decompor, é do professor José Roberto de Azevedo, do segmento Cáritas, da Igreja Católica. "Estamos construindo uma pista de caminhada, dentro de um projeto que estamos desenvolvendo que são as ecoquadras. Também nos preocupamos com a questão da poluição", contou.

Tag's: Pneus, Rio, Reciclagem

Fonte: G1

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADES