Quarta-Feira, 08 de Novembro de 2017 às 14:24

Pedreiro salva bebê engasgado com ajuda de Bombeiros por telefone

 

Um bebê de apenas 45 dias, que estava engasgado, foi salvo por um vizinho com ajuda do Corpo de Bombeiros através de uma ligação telefônica. O caso aconceteu em Palmas, na manhã desta quarta-feira (8). O pequeno Rafael Crisostomo Valadares, nasceu prematuro e é trigêmeo do Gabriel e da Maria Clara. Ele estava em casa com os irmãos, a mãe Miguelani Crisostomo Valadares e algumas tias quando engasgou.

"Acredito que ele tenha engasgado com a própria saliva porque ele tinha mamado há algumas horas. Deu um desespero, corri com ele nos braços e fui pedir ajuda aos vizinhos", relata a mãe.

Miguelani, o marido e os outros dois filhos são da cidade de Almas, na região sul do estado, e foram para Palmas para o nascimento dos trigêmeos. Os bebês tiveram que ficar internados 33 dias para ganhar peso e chegaram em casa há pouco mais de duas semanas.

Ela conta que a família está na casa de parentes e que não sabia o nome do vizinho, o pedreiro José Antônio Vieira Pereira, que a auxiliou naquele momento. "Eu estava desesperada e foi ele que me ajudou. Ligamos para os Bombeiros e ele fez todos os procedimentos. Minha irmã estava na linha com os bombeiros e passava os procedimentos. Não sabia o nome dele, mas já o considerei um anjo em nossas vidas".

Depois do sufoco, a mãe está aliviada e ansiosa para ter o pequeno Rafael em casa. "Ele teve que ficar em observação no hospital, mas está bem. Tive que vir para casa porque os irmãozinhos estavam com fome. Logo ele vai estar em casa também e vai ficar tudo bem. Só tenho motivos para agradecer o vizinho e os Bombeiros por terem salvado o meu filho. Agora é só alegria", finaliza a dona de casa.

O pedreiro José Antônio Vieira Pereira, que ajudou a salvar o bebê, conta que teve uma farmácia há alguns anos e lembrou de um livro de primeiros socorros. "Não tenho muito estudo, mas tive uma farmácia e lá nós tínhamos um livro de primeiros socorros. Lembrei dos procedimentos e ajudei a mãe", relata o vizinho.

Pereira lembra que já salvou outra criança e que se sente muito feliz em poder ajudar. "Há alguns anos salvei um outro bebê de mais ou menos uns dois anos. Me sinto muito honrado em poder ajudar mais uma família em momento de desespero e ter um final feliz. É uma benção".

Tag's: Bebê, ajuda, bombeiros

Fonte: G1

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADES