Terça-Feira, 24 de Outubro de 2017 às 22:35

Mulheres são vítimas do golpe do falso sequestro aplicados por telefone

Duas ocorrências de golpe do falso sequestro aplicados por telefone foram registradas em Macapá nesta quarta-feira (25). As vítimas são mulheres, que pediram para não serem identificadas temendo represálias. Elas disseram que receberam ligações informando que familiares haviam sido raptados e um valor de resgate deveria ser pago. A Polícia Civil investiga ambos os casos.

O mais recente ocorreu na terça-feira (24), quando uma dona de casa recebeu ligações de um homem desconhecido que dizia estar com a sobrinha dela e só a entregaria após pagamento de resgate, no valo de R$ 5 mil. Segundo a vítima, o dinheiro quase foi depositado, mas o irmão dela descobriu que a criança estava na casa da mãe.

“O telefone tocou, eu atendi e era idêntica a voz da minha sobrinha. Eu disse que não tinha dinheiro, fiquei muito assustada, porque ele ameaçava que iriam matá-la, e a criança gritava por socorro. Fui torturada psicologicamente por cerca de dois minutos. Felizmente, meu irmão descobriu que ela estava bem, junto com a mãe”, disse.

A outra vítima informou que no dia 20 de outubro, um homem ligou para o telefone dela, informando que estava com a neta e que só a deixaria em liberdade se fosse pago o valor de R$ 100. O telefonema encerrou após ela conseguir chegar na casa da filha e ver a criança.

“Eu estava dirigindo e fiquei muito nervosa por causa dessa ligação. Mesmo assim, cheguei até a casa de minha filha e quando vi minha neta, fiquei mais aliviada e consegui falar firme no telefone. Ele desligou na hora”, ressaltou dizendo que no momento nem estranhou o fato do bandido exigir apenas R$ 100.

Os casos estão sendo apurados pelo Núcleo de Operações e Inteligência (NOI) da Polícia Civil. Esse tipo de golpe, em que os criminosos simulam um sequestro para tirar dinheiro das vítimas, é considerado antigo.

Segundo o delegado Alan Moutinho, a suspeita é que detentos da Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) estejam aplicando os golpes.

“É um golpe de difícil investigação, e suspeitamos que essas ligações ocorram dentro do presídio, em que os detentos conseguem informações das vítimas com fontes que estão do lado de fora. A população deve ficar em alerta sobre isso e se receber ligações suspeitas, nunca fazer os depósitos e imediatamente procurar a polícia”, enfatizou.

Tag's: Fraude, telefone, mulheres

Fonte: G1

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADES